Endodontia

Especialidade responsável pelo tratamento das inflamações e infecções dos canais radiculares, causadas pela doença cárie ou traumatismos dentários. O tratamento endodôntico, também conhecido como tratamento de canal, é realizado em duas etapas: a primeira envolve a remoção da polpa (tecido composto por vasos sanguíneos e nervos) e das bactérias, do interior dos canais radiculares; na segunda, realiza-se o preenchimento do espaço resultante com materiais odontológicos indicados. Atualmente, este tratamento é realizado de forma indolor e com o uso de tecnologias que auxiliam na eficácia e rapidez, o que permite realizá-lo em uma única consulta.
 

Por que é preciso realizar o tratamento endodôntico?
Existem quatro causas para o tratamento endodôntico:


- Inflamação da polpa (pulpite): ocorre devido à cárie, restauração profunda, trauma, fratura ou até mesmo retração gengival extensa.


- Necrose da polpa: nesse caso o dente está sem vitalidade e há uma contaminação por bactérias dentro dos canais radiculares. Em alguns casos, pode já existir uma lesão de infecção na ponta da raiz, que é visualizada através da radiografia, e para ser tratada pode ser necessário o uso de
medicação intra-canal - o que pode estender o tratamento. As causas podem ser as mesmas da inflamação: cárie, restauração profunda, trauma, fratura ou retração gengival extensa.


- Indicação protética: quando o dente se encontra muito desgastado e é necessário o tratamento endodôntico para retenção da prótese, através de um núcleo (pino) de reforço.


- Tratamento endodôntico insatisfatório: quando o tratamento endodôntico não está adequado pode-se realizar o retratamento endodôntico, visando a manutenção do dente em boca.

  • Morsch Clínica Odontológica
  • Morsch Instagram

© 2018 - Todos os direitos reservados.